Para organizar as informações que estão disponíveis na Web de uma forma que o usuário consiga encontrar o que deseja, o Google utiliza mais de 200 algorítimos que medem desde organização e disposição do conteúdo ao engajamento das pessoas com a página. Para explicar como tudo isso funciona, levaria muito tempo pela sua complexidade.

Compreendendo esse mecanismo de busca, as técnicas de SEO (Search Engine Optimization) tem o objetivo de produzir o conteúdo das páginas se adequando às práticas mais bem vistas pelos algorítimos do Google. Quem é da área de Web Design já conhece e compreende boa parte delas, principalmente aquelas regras que direcionam o desenvolvimento do site e sua estrutura.

Uma página bem estruturada é um excelente passo para ser encontrado pelos buscadores, mas não somente a única estratégia que pode ser adotada para ter um site que tem relevância. Há técnicas de SEO que podem ser aplicadas na escrita dos artigos de blog que forem postados na página da empresa.

Para ajudar blogueiros, agências e profissionais de marketing que mantém seus blogs, eu separei 5 técnicas básicas que melhoram a classificação do conteúdo:

 

1 - Fazer uma introdução que apresenta todo o texto com palavras chave do título

O título deve conter keywords que apresentem o assunto abordado no texto para que as pessoas possam encontrá-lo. Essas mesmas palavras devem se repetir no primeiro parágrafo de introdução, fazendo um reforço ao que está no parágrafo.


2 - Tags h1 h2 e h3 na hora de fazer o meio do texto

As tags HTML ajudam o buscador a entender quais são os subtópicos presentes no texto, mas não pense que você vai precisar ficar inserindo manualmente. As ferramentas de texto normalmente inserem automaticamente em Título 1, 2 e 3 as tags HTML na estrutura do texto.

Normalmente, a tag <h1> serve para referenciar o título do texto, mas o escritor deve usar de tags <h2> e <h3> no decorrer do texto para criar subtítulos que vão mostrar uma separação e assuntos abordados.

Essa dica não melhora somente a estrutura de SEO do blog, mas também a usabilidade e a experiência de quem está lendo. Normalmente, grandes textos corridos sem pausas são cansativos e podem reduzir o engajamento das pessoas com a página.

 

3 - Tag <strong> durante o texto

A tag HTML <strong> é a que torna a palavra selecionada em negrito, com destaque. Esse efeito pode ser feito de várias formas em um front-end de site, porém utilizar essa especificamente é reconhecido pelo buscador como frases de destaque.

Assim como nas tags de título, a maioria dos escritores de texto já utilizam na estrutura de HTML do texto, o <strong> para partes em negrito ao publicar a página.

Vale para os escritores destacar as palavras e frases chave do texto utilizando negrito, isso também contribui para melhorar o ranking das páginas.

 

4 - Links que referenciam seus próprios textos

Quanto mais você for referenciado em outras páginas utilizando links do seu endereço, mais os buscadores lhe reconhecem como autoridade em um assunto e isso melhora o ranking do conteúdo. Isso vale também para endereços do próprio domínio. Por exemplo, eu vou referenciar nesse post, utilizando uma frase do texto com palavra chave do texto, que escrevi a algum tempo atrás da importância de escrever conteúdo como alternativa para publicidade paga.

Fazer isso com textos do próprio blog, além de engajar as pessoas a se manterem ativas ao seu domínio, também mostra naquela página que você é uma pessoa que escreve sobre um assunto em específico.


5 - Posts contendo entre 500 e 1000 palavras

Além da estrutura do texto, uma das coisas que o SEO mede é o engajamento das pessoas com a página. Ou seja, questiona se elas leem o texto até o final, se passam um tempo razoável na página, entre outros aspectos. Segundo Guy Kawasaki, que publicou recentemente o livro “The art of social media”, um texto de blog ideal tem entre 500 e 1000 palavras, porque é uma quantidade suficiente para gerar engajamento, mas também não se torna um ebook.

Também não vale o “encher linguiça”. Se o texto for grande e tiver pouco engajamento, pode perder a relevância.

 

O editor de texto do Ciranda já corresponde a todos os requisitos de um bom SEO na hora de escrever o conteúdo porque utiliza um editor de Rich Text. Para ver as tags de HTML que são automaticamente criadas enquanto escreve o texto, basta selecionar o botão “Código Fonte” na hora que for escrever.